Profile


Do Itáliano,Bruna deriva-se de uma pessoa parda,escura,sabe muito bem o que quer, e com sua determinação sempre consegue chega lá. Está sempre muito preocupada com a situação financeira, busca segurança neste setor da vida, Mesmo sendo alguém que vive em busca de felicidade. Dona de uma memória perfeita e cheio de hábitos enraizados, gosta de dividir suas experiências com as pessoas, especialmente com quem ama. Pode demorara a aprender as coisas, mas depois que aprende nunca mais esquece, o que torna suas lições muito profundas. Possui um lado vingativo e corre um certo risco de se tronar teimosa ou ciumenta demais.Uma garota sensível,vista como liberal e simpática.Gosta de agir sem holofotes, e nem por isso deixa de ser notada. Preocupa-se em como é vista pelos outros,coopera em quase tudo é prestativa e equilibrada,magoa-se com uma certa facilidade e frequência,espera mais dos outros,assim como dá o melhor de si para ver as pessoas bem.Esperança é um forte de sua vida,também gosta muito de falar,passar algumas horas ao seu lado requer muito folego pra rir,e soltar aquelas gargalhadas. Um sorriso, um abraço apertado, uma música, estar com quem eu gosto, rir até a barriga doer! São coisas simples, mas me faz muito feliz.



Menu




Wish List



Credits

Theme:
MeinParfum
Paginação: AnaFlavia
Opacidade nas imagens: AnaFlavia

amor incorrespondido.



Reblog this!
4,160 notes
Permalink
15.09.2012 às 08:45

"— Você não me deixa concentrar na aula, sabia?
— Por que? A gente nem conversa, como posso te atrapalhar?
— Te olhando.
— Como assim?
— Sei lá, eu fico olhando o tempo todo pra você.
— E por que você faz isso?
— Não queira saber.
— Isso é estranho.
— Eu sei. Não queria que fosse assim.
— O que você pensa quando olha pra mim?
— Milhões de coisas.
— Tipo?
— Não queira saber.
— Mas eu quero.
— Quer?
— Sim.
— Não posso dizer.
— Por que não?
— Porque assim eu me entregaria.
— Mas sem perceber você já se entregou.
— Eu sempre me entrego…
— Por que?
— Por que o que?
— Por que você se entrega?
— Eu não sei. Faço isso sem perceber, é espontâneo.
— Espontâneo assim como eu deixo de olhar pra você quando vejo que você vai olhar pra mim?
— Que?
— É. Isso que eu faço. Espontaneamente desvio o olhar quando você olha pra mim.
— Ainda bem.
— Por que?
— Você sempre me pergunta o por quê.
— Eu sei. É meu jeito. Você reparou no meu jeito?
— Eu sempre reparo no seu jeito.
— Enfim, você ainda não me respondeu por quê é bom eu desviar o olhar quando você olha pra mim.
— Porque se você ficasse olhando fixamente nos meus olhos eu iria correr aí e te beijar. Seria espontâneo, eu não iria aguentar.
— Olhando fixamente como?
— Assim, do jeito que começou a olhar agora. Aliás, por que começou a me olhar assim agora?
— Foi meu jeito indireto de dizer que eu quero que você me beije.
— Bateu o sinal, a gente precisa ir.
— Eles sim, a gente não.
— O que?
— É isso mesmo. Fica aqui. Espera todo mundo sair.
— E o que você pretende fazer quando todo mundo sair?
— O mesmo que você acabou de fazer alguns minutos atrás.
— O que eu fiz?
— Se entregou.
— Mas você também já se entregou, sem perceber.
— Eu sempre faço isso.
— E eu nunca percebi.
— Eu nunca quis que percebesse.
— Por que?
— Pegou a minha mania de perguntar o por quê das coisas?
— Não. Talvez eu já tivesse essa mania antes de você.
— É, talvez eu quem tenha pegado de você. Sabe, de tanto reparar…
— Você também repara em mim assim como eu disse que reparo em você?
— Sempre.
— Todo mundo já saiu. E agora?
— Agora você me beija.
— Te beijei. E agora?
— Agora você me espera eu devolver o beijo.
— Pronto. Foi perfeito.
— E agora?
— Agora você tem que me prometer que tudo isso vai acontecer de verdade quando eu acordar."
~ João Pedro Bueno, Sabedorias. (via sabedorias)


Reblog this!
10,435 notes
Permalink
15.09.2012 às 08:44

"Gosto de gente que me aceita, que me atura, que não reclama de mim, ou que reclama mas continua. Gosto de gente que aceita falar de qualquer assunto, que não é fresca, gente que se sente bem ao meu lado. Gosto de gente que não me faz perguntar se estou incomodando, se preciso sair. Gosto de gente que eu não preciso chamar pra vir, que eu não preciso dizer pra ela ler no meu olhar. Gosto de quem está comigo por ser quem eu sou, de quem me ouve por horas e mesmo assim não se cansa de dar o ombro pra eu apoiar. E gosto, acima de tudo, de gente que permanece."
~ João Pedro Bueno, Sabedorias. (via sabedorias)


Reblog this!
20,878 notes
Permalink
15.09.2012 às 08:44

"Mas meu bem, é que essa coisa toda de pontuação não é muito com a vida. Há histórias que apesar de ter fim ela não coloca pontos finais, ainda há uma amizade bonita ali naquele enredo. E há outras que não adianta, o ponto está lá, cravado, mesmo que ambos queiram que a situação perdure, a vida não dá colher de chá. As coisas são assim, um dia você acostuma, um dia a gente acostuma. Ou então, um dia a gente conversa cara a cara com a vida, e pergunta qual é a dela."
~ Poetizar flores (via poetizar-flores)


Reblog this!
180 notes
Permalink
15.09.2012 às 08:43

analuanah:

“Fácil é ouvir a música que toca. Difícil é ouvir a sua consciência. Acenando o tempo todo, mostrando nossas escolhas erradas. Fácil é ditar regras. Difícil é seguí-las. Ter a noção exata de nossas próprias vidas, ao invés de ter noção das vidas dos outros.” — Carlos Drummond de Andrade.

analuanah:

  • “Fácil é ouvir a música que toca. Difícil é ouvir a sua consciência. Acenando o tempo todo, mostrando nossas escolhas erradas. Fácil é ditar regras. Difícil é seguí-las. Ter a noção exata de nossas próprias vidas, ao invés de ter noção das vidas dos outros.” — Carlos Drummond de Andrade.


Reblog this!
1 note
Permalink
15.09.2012 às 08:41

analuanah:

”(…) quando os lábios dela tocaram os meus, soube que poderia viver cem anos e visitar o mundo todo e nada se compararia ao momento único em que beijei a mulher dos meus sonhos e que soube que meu amor duraria para sempre.   “Querido John.

analuanah:

  • ”(…) quando os lábios dela tocaram os meus, soube que poderia viver cem anos e visitar o mundo todo e nada se compararia ao momento único em que beijei a mulher dos meus sonhos e que soube que meu amor duraria para sempre.   Querido John.


Reblog this!
1 note
Permalink
15.09.2012 às 08:41

:

“Eu olho para dentro de mim, e não me importo com o que as pessoas fazem ou dizem. Eu me preocupo só com as coisas certas para mim. Por dentro, uma personalidade minha. Por fora, um conceito seu.” (Bob Marley)

:

  • “Eu olho para dentro de mim, e não me importo com o que
    as pessoas fazem ou dizem.
    Eu me preocupo só com as coisas certas para mim.
    Por dentro, uma personalidade minha.
    Por fora, um conceito seu.”
    (Bob Marley)


Reblog this!
1 note
Permalink
15.09.2012 às 08:40




Reblog this!
159,275 notes
Permalink
15.09.2012 às 08:39

"♥"
~ Me leva contigo, me dá um abrigo no seu coração. Abre aquele sorriso, vou pro paraíso num segundo com essa emoção. Deixa vir de dentro, me expõe seus segredos. Incendeia sem medo esse sentimento sem se arrepender. Mas se quiser deixar fluir naturalmente, quem sabe vindo um beijo brota essa semente.
A gente se assume e começa a se entender. Coração acelerado, estamos apaixonados
Mas no fundo existe o medo de errar. Vamos viver essa magia e joga a insegurança pro ar. Coração acelerado, estamos apaixonados, só ganha quem decide jogar.
Então vem logo, meu bem, se entrega ao delírios de amar.  ♫ (via analuanah)


Reblog this!
1 note
Permalink
15.09.2012 às 08:39

analuanah:

“Que todo dia ao acordar e deitar pra dormir, ele ouça eu dizer o seu nome baixinho nas minhas preces, e sorria por isso, daquele jeito bonito. Que, não importa o tamanho da distância, nunca esqueça que o fato de existir mudou pra sempre a minha vida e que o mundo me pareceu muito mais bacana depois que descobri que existia.” (Ana Jácomo)

analuanah:

“Que todo dia ao acordar e deitar pra dormir, ele ouça eu dizer o seu nome baixinho nas minhas preces, e sorria por isso, daquele jeito bonito. Que, não importa o tamanho da distância, nunca esqueça que o fato de existir mudou pra sempre a minha vida e que o mundo me pareceu muito mais bacana depois que descobri que existia.”
(Ana Jácomo)



Reblog this!
1 note
Permalink
15.09.2012 às 08:38

Página 4 de 56 « 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 »